04/12/10

corporações


É preciso não esquecer que a defesa de privilégios de grupo, quando extremada e em clara falta de sintonia com a situação das pessoas "de fora" do grupo, pode levar a conflitos sérios. Não esperávamos que se chegasse tão depressa à mobilização militar, mas essa parece ser uma eventualidade.




Los controladores quedan "movilizados", pasan a tener condición de militares, e incurrirán en desobediencia si no trabajan.
La Fiscalía investiga posibles delitos de sedición.

Sem comentários: