12/11/10

percebe-se que Passos Coelho hesite


Economia portuguesa bem melhor que Grécia e Espanha. Exportações garantem manutenção da retoma no 3º trimestre
. Prossegue o Público: «A economia portuguesa manteve, no terceiro trimestre deste ano, a tendência de retoma, assegurando um crescimento de 0,4 por cento face ao trimestre anterior. De acordo com os dados hoje publicados pelo Instituto Nacional de Estatística, a variação em cadeia do PIB passou de 0,2 por cento no segundo trimestre para 0,4 por cento no terceiro. Em termos homólogos, a variação foi de 1,5 por cento. (...) Portugal consegue, neste período, registar um crescimento em cadeia idêntico à média europeia.»

Não, isto não é deitar foguetes. Mas notícias como estas explicam algumas das hesitações de Passos Coelho. O homem, dotado de um patriotismo que não me atrevo a discutir, tem pesadelos só de ouvir falar em "retoma". Tem suores frios só de considerar a possibilidade de Sócrates ressuscitar, graças a um comportamento da economia onde sobrelevem os resultados das boas apostas sobre os efeitos recessivos da política ao estilo Merkel-Barroso.

1 comentário:

Bettencourt de Lima disse...

Por uma Democracia sem votos ( ou sem povo ), viva a República de Platão, de Sócrates definitivamente , não.

A direita, bom não insultemos a direita, esses agrupamentos que vulgarmente entre nós se designam de direita, esgotada a politica da insidia e da calúnia, duvidando do povo e das sondagens feitas à Lapa, agora ensaiam uma nova estratégia : chegar ao poder sem votos , pois isso de votos é sempre muito pouco Seguro. Arauto desta estratégia, bom quem seria mais adequado? Pois, Paulo Portas, sim aquele que navega no mar da Palha, ou melhor rente ao fundo, responsável por mais de mil milhões em submarinos e em financiamentos partidários titulados por nomes jocosos como Jacinto..por pudor fico por aqui.

Em nome da salvação nacional, receando enfrentar a tempestade que aí vem, concluindo que sem o PS (ou contra)é tarefa impossível, cientes que o novo líder só produz patetices, aí estão eles disponíveis para salvar o país . Esquecem-se que nos momentos mais tormentosos da nossa história, enquanto grande parte das nossas «elites» se vendia a Espanha, foi o povo capitaneado por bastardos que conduziu Portugal á vitória.

Todavia isto de povo sai muito caro, então educá-lo, dar-lhe saúde , reformas, bom isso está bom lá para o centro e o norte da Europa pois essa malta lá trabalha. Aqui eles só produzem na Auto-Europa, vai-se lá saber porquê …mistérios.

Por isso Salvação Nacional sim ,mas aquela de Platão, eleito mas não elegido, a de Sócrates definitivamente não.

PS.O responsável pelo maior roubo da história portuguesa, já se passeia em liberdade, essa é outra República…a dos juízes.