18/11/10

a investigação forense continua pelas ruas da amargura


400 anos depois, a morte de Tycho Brahe ainda é um caso em aberto.
Continua o Público: «Há várias teses sobre a morte de um grande nome da astronomia do século XVI. Envenenou-se acidentalmente. Foi envenenado por outro astrónomo que lhe queria roubar as observações de uma vida. Ou envenenado a mando do rei dinamarquês, devido a um caso amoroso. A sepultura de Tycho Brahe foi aberta - procuram-se respostas.»

Sem comentários: