06/05/10

a imperiosa necessidade de dizer disparates

Ministro faz jantar secreto sobre grandes investimentos (i).

O jantar "secreto" tinha umas 25 pessoas, foi "um encontro de trabalho relativamente informal", foi uma sequela de uma reunião de um clube de debate a que o ministro não tinha podido ir. E, contudo, o título mantém que o jantar foi secreto.
Secreto foi o meu jantar de ontem. Ninguém, excepto as outras cerca de 50 pessoas que estavam na sala, se apercebeu do que se passava na minha cabeça ao jantar. Isso, sim, é secretismo. O resto é sensacionalismo.

Sem comentários: